Nove maneiras: como as empresas de tabaco tornam os cigarros mais aditivos, atraentes e letais

Não é apenas a influência dos colegas, o estresse ou o estilo de vida moderno que induzem os fumantes a fumar um pouco mais.

tabagismo

Não é apenas a influência dos colegas, o estresse ou o estilo de vida moderno que induz os fumantes a fumar um pouco mais. De acordo com um relatório recente, nas últimas décadas, as empresas de tabaco estão garantindo que as pessoas continuem viciadas nos cigarros, tornando-os mais atraentes e letais.



aranha preta felpuda com manchas amarelas

O relatório emitido pela Campaign for Tobacco-Free Kids detalha como as empresas de tabaco projetam cigarros propositadamente para tornar a fumaça do tabaco mais suave, menos forte e mais atraente para novos usuários, especialmente crianças, e para criar e manter o vício da nicotina. Isso aumentou o risco dos fumantes de desenvolver câncer de pulmão.



viciante

Por décadas, a indústria do tabaco teve controle total sobre como os cigarros eram feitos e reagiu tornando um produto mortal e viciante ainda pior, disse Matthew L. Myers, presidente da Campaign for Tobacco-Free Kids.



Agora que tem autoridade para regulamentar os produtos do tabaco, o FDA deve exigir mudanças nesses produtos para reduzir a morte e as doenças que eles causam. As decisões sobre como os produtos do tabaco são feitos e o que eles contêm devem agora ser baseadas na proteção da saúde pública, não nos lucros da indústria do tabaco.

O relatório destaca nove maneiras principais pelas quais as empresas de tabaco tornaram os cigarros mais viciantes, mais atraentes para as crianças e mais letais:

VICIANTE
1. Aumento da nicotina: as empresas de tabaco controlam com precisão a distribuição e a quantidade de nicotina para criar e manter o vício.



2. Amônia: compostos de amônia adicionados produzem níveis mais elevados de nicotina de base livre e aumentam a velocidade com que a nicotina atinge o cérebro.

3. Açúcares e acetaldeído: os açúcares adicionados tornam a fumaça do tabaco mais fácil de inalar e, quando queimados nos cigarros, formam o acetaldeído, um produto químico cancerígeno que aumenta os efeitos viciantes da nicotina.

ATRAENTE
As empresas de tabaco sabem que 90% dos fumantes adultos começam aos 18 anos ou antes e que fumar é desagradável para os novos fumantes, então eles usam aditivos químicos para tornar a fumaça do tabaco mais suave, menos áspera e mais atraente para o fumante jovem. Esses aditivos incluem:



4. Ácido levulínico: sais de ácidos orgânicos adicionados, como o ácido levulínico, reduzem a aspereza da nicotina e tornam a fumaça mais suave e menos irritante.

5. Aromas: sabores adicionados como alcaçuz e chocolate mascaram a aspereza da fumaça e tornam os produtos do tabaco mais atraentes para os jovens (a lei de regulamentação do tabaco de 2009 proibia cigarros com sabores característicos que não mentol, mas não proibia o uso de aromatizantes em níveis não considerado caracterizante).

6. Broncodilatadores: esses produtos químicos adicionados expandem as vias respiratórias dos pulmões, tornando mais fácil para a fumaça do tabaco passar para os pulmões.



7. Mentol: o mentol esfria e entorpece a garganta para reduzir a irritação e fazer com que a fumaça pareça mais suave.

MORTAL
O relatório do novo Surgeon General concluiu que o aumento do risco de câncer de pulmão nos fumantes era provavelmente o resultado de duas mudanças no design dos cigarros:

8. Nitrosaminas específicas do tabaco: Os níveis de nitrosaminas específicas do tabaco, um potente carcinógeno, aumentaram substancialmente nos cigarros americanos nas últimas décadas e são muito maiores do que nos cigarros da Austrália e do Canadá. Os fatores que afetam os níveis de nitrosaminas incluem as misturas de tabaco e o processo de cura usado.

9. Filtros ventilados: orifícios de ventilação em filtros de cigarro fazem com que os fumantes inalem mais vigorosamente, atraindo os carcinógenos mais profundamente para os pulmões. (Os cigarros com filtros ventilados foram introduzidos pelas empresas de tabaco porque produziam níveis mais baixos de alcatrão e nicotina em testes de máquina e eram comercializados como menos perigosos. No entanto, as evidências agora mostram que esses cigarros não reduziram os riscos à saúde e provavelmente aumentaram o risco de fumantes de câncer de pulmão.)

O artigo acima é apenas para fins informativos e não se destina a substituir o conselho médico profissional. Sempre procure a orientação de seu médico ou outro profissional de saúde qualificado para qualquer dúvida que possa ter sobre sua saúde ou condição médica.