O merecido 'status alimentar supremo' para a quinua

Ao contrário do trigo e do arroz, a quinoa é rica em proteínas e uma boa fonte de carboidratos complexos.

quinoa, quinoa saúde, saúde e boa forma, notícias sobre saúde, estilo de vida, dieta, melhor dieta, dieta com quinua, últimas notíciasDescobrir as propriedades nutricionais da quinoa ajuda a entender por que ela foi atribuída ao status supremo.

A quinoa é um alimento básico na região dos Andes há quase 5.000 anos. Os incas o reverenciavam e se referiam a ele como o grão-mãe. Uma pequena semente, que se parece com um híbrido de sementes de gergelim e painço, a quinua não está relacionada à família dos grãos; na verdade, primo do espinafre, ele produz verduras comestíveis como o amaranto, é resistente, precisa de pouca água e prospera em grandes altitudes. As sementes são protegidas por uma camada resinosa (saponina), amarga e tóxica.

A quinoa comercialmente disponível é tornada comestível após ser limpa com álcali. Tradicionalmente, as saponinas eram removidas por lavagem manual de laboratório. Por ser cultivada há séculos, diversas variedades de quinoa estão disponíveis, dependendo da região de origem.



flores que parecem azaléias

Descobrir as propriedades nutricionais da quinoa ajuda a entender por que ela foi atribuída ao status supremo. Uma de suas características mais marcantes é seu conteúdo e qualidade excepcionalmente altos de proteínas (16-18 por cento). Ao contrário da maioria dos grãos convencionais, como trigo, arroz e milho, que são pobres em lisina, a quinua contém um conjunto equilibrado de aminoácidos essenciais, tornando-se uma fonte de proteína excepcionalmente completa entre os alimentos vegetais. Quinoa também é um bom complemento para legumes, que geralmente têm baixo teor de metionina e cistina. Além disso, é relativamente uma boa fonte de fibra alimentar, fósforo, cálcio, ferro, vitamina E e várias vitaminas B. A quinua não contém glúten e é fácil de digerir.



Por ser uma boa fonte de magnésio, que ajuda a relaxar os vasos sanguíneos e evita a constrição e a dilatação de rebote, é útil no combate à enxaqueca. Também protege o coração, é útil no controle dos desejos e funciona como um alimento reconfortante.

Uma boa fonte de carboidratos complexos, tem índice glicêmico moderado comparável ao da aveia. Possui uma combinação de fibras solúveis e insolúveis, o que o torna adequado para pacientes cardíacos, vigilantes do peso, diabéticos e hipertensos. Além disso, sua riqueza em quercetina (um poderoso antioxidante fitoquímico), também presente no vinho e na cebola, o torna particularmente útil para hipertensos.



A quinua também pode ser germinada para aumentar seu valor nutricional. A germinação ativa suas enzimas naturais, melhora seu estado vitamínico e amacia o grão. Curiosamente, a quinoa tem um período de germinação curto de 2 a 4 horas, ao contrário de outros grãos que requerem pelo menos 12 a 14 horas durante a noite.

Com seu alto valor nutricional e propriedades promotoras da saúde, a quinoa tem sido referida como um novo alimento funcional. Foi reconhecido pela ONU como uma super safra. Até agora, sua disponibilidade é limitada e tende a ser um pouco caro. Para obter os benefícios da Quinoa, cozinhe-a como cereal, use-a como alternativa ao arroz ou poha, adicione-a a saladas, guisados, sobremesas ou até engrosse suas sopas, ensopados. A farinha de quinua pode ser adicionada a pães e misturas de farinha. É um excelente alimento para pessoas com sensibilidade ao glúten, síndrome da tigela irritável e intolerância ao trigo.

O artigo acima é apenas para fins informativos e não se destina a substituir o conselho médico profissional. Sempre procure a orientação de seu médico ou outro profissional de saúde qualificado para qualquer dúvida que possa ter sobre sua saúde ou condição médica.



aranha amarela preta e laranja