Um mau pressentimento

A candidíase, uma forma de supercrescimento de levedura, ocorre quando há uma perturbação no microbioma, levando a um sistema imunológico comprometido.

O vinagre de maçã é conhecido por ajudar a prevenir o crescimento de Candida.

A candidíase é um exemplo típico. A candidíase é uma forma de crescimento excessivo de levedura. Candida cresce dentro de nossos corpos, especialmente no trato digestivo (boca, garganta, esôfago, cólon), trato genito-urinário, seios da face, pulmões, conjuntiva, pele e unhas. Ela cresce mais comumente em ambientes quentes e úmidos e no tecido que reveste nossos órgãos, incluindo as membranas mucosas. Ele começa a crescer quando há uma perturbação no microbioma que leva a um sistema imunológico comprometido.

Algumas das razões comuns para isso incluem tratamento com antibióticos, agentes quimioterápicos, esteróides, terapia hormonal, incluindo anticoncepcionais orais, baixo teor de ácido no estômago devido ao uso prolongado de antiácidos, consumo excessivo de alimentos processados, ingestão excessiva de açúcar, infecções recorrentes, diabetes, HIV, estresse crônico e deficiências nutricionais. Um estudo publicado em 2011 na revista Current Opinion in Microbiology relatou que a colonização por cândida é comumente vista em indivíduos que sofrem de doenças do trato gastrointestinal, como doenças inflamatórias intestinais ou úlceras.

o que é uma árvore de iúca

A presença de Candida retarda a cura e agrava a doença. Este ciclo vicioso no qual a inflamação promove a colonização por Candida e a colonização por Candida retarda a cura pode afetar muitos indivíduos.



Candida se alimenta de açúcar como nutriente. Embora a importância da candidíase não tenha sido reconhecida como um problema importante, ela tem um papel significativo a desempenhar no desenvolvimento de várias doenças. Os sinais e sintomas de candidíase podem ser variados e inespecíficos, sendo os mais comuns nevoeiro cerebral, confusão, dores de cabeça, fadiga, distensão abdominal, constipação, diarreia, azia, erupções cutâneas, candidíase oral, prurido retal, cólicas ou infecções frequentes. A forma aguda de candidíase pode ser séria e potencialmente fatal. A maioria das pessoas com infecções leves tende a viver com esses sintomas, embora crônicos e não controlados possam criar o cenário para doenças graves, artrite, distúrbios inflamatórios e autoimunes e até mesmo câncer.

O uso excessivo de antibióticos pode definir o terreno para o crescimento excessivo de leveduras, matando as bactérias benéficas que normalmente mantêm as populações de candida sob controle. Níveis elevados de estrogênio também podem ser um fator de risco para candidíase, razão pela qual é mais comumente observada em mulheres grávidas em uso prolongado de hormônios.

Embora a terapia antifúngica seja mais comumente usada, ela não é isenta de efeitos colaterais e pode nem sempre ser eficaz, pois existem várias cepas de levedura candida. A resistência aos medicamentos também é um problema comum. Entre as terapias convencionais, está o uso de terapia específica contra cândida com nistatina, um agente relativamente seguro. O uso de nistatina diminuiu ao longo dos anos devido aos novos medicamentos antifúngicos. Além disso, as medidas dietéticas são essenciais. O conselho anti-candida inclui limitar o açúcar e os carboidratos, evitar alimentos que contenham fermento e aumentar a ingestão de alimentos prebióticos e probióticos. Alguns dos alimentos que são conhecidos por terem efeitos anti-candida incluem alho, óleo de orégano, óleo de coco virgem e vinagre de cidra de maçã.

O autor é nutricionista clínico e fundador da http://www.theweightmonitor.com e Whole Foods India

um tipo de árvore perene

O artigo acima é apenas para fins informativos e não se destina a substituir o conselho médico profissional. Sempre procure a orientação de seu médico ou outro profissional de saúde qualificado para qualquer dúvida que possa ter sobre sua saúde ou condição médica.