Experimente a arte japonesa de Kintsugi e aprenda a abraçar as imperfeições

Kintsugi, uma forma de arte que as pessoas no Japão seguem, é uma prática extraordinariamente bela na qual eles consertam peças de cerâmica quebradas e as juntam novamente, dando a ela um visual único. A ideia por trás dessa prática é criar algo novo a partir de coisas quebradas.

Kintsugi, arte japonesa de KintsugiEles destacam as linhas quebradas com ouro e adicionam um material que parece precioso. (Desenhado por Gargi Singh)

Kintsugi, uma forma de arte que as pessoas no Japão seguem, é uma prática extraordinariamente bela na qual eles consertam peças de cerâmica quebradas e as juntam novamente, dando a ela um visual único. A ideia por trás dessa prática é criar algo novo a partir de coisas quebradas, abraçando suas falhas e imperfeições no processo. Ao usar isso como uma metáfora para curar a alma humana, a arte ensina uma lição importante de como criar algo belo e resiliente a partir de coisas quebradas.

que tipo de arraias existem

Enquanto geralmente as pessoas consertam coisas quebradas e tentam o melhor para esconder as falhas, esta prática única de Kintsugi dá importância em destacá-la. Freqüentemente com camadas de ouro ou outros metais preciosos, as falhas dão uma bela aparência às peças quebradas.



Dê uma olhada nas fotos aqui.



Acredita-se que Kintsugi tenha sido inventado no século 15, quando o shogun Ashikaga Yoshimasa quebrou sua tigela de chá chinesa favorita e a enviou de volta à China para consertá-la. A tigela foi devolvida, consertada, mas mantida unida por feios grampos de metal. A grosseria do reparo estimulou o artesão japonês a encontrar uma solução mais elegante. Eles consertaram as lascas e as rachaduras com ouro verdadeiro, o que conferiu um design único à xícara.

Imerso nesse processo criativo, espera-se que as pessoas adotem uma nova perspectiva que lhes permita analisar a dor que as pessoas sofrem durante qualquer tipo de desgosto e, então, aproveitar o processo de transformá-la em algo belo, sem esconder as cicatrizes.



O artigo acima é apenas para fins informativos e não se destina a substituir o conselho médico profissional. Sempre procure a orientação de seu médico ou outro profissional de saúde qualificado para qualquer dúvida que possa ter sobre sua saúde ou condição médica.