Cada refeição desencadeia uma inflamação que ativa o sistema imunológico

Em pacientes com diabetes, essa substância mensageira desencadeia inflamação crônica e faz com que as células beta produtoras de insulina morram.

m_id_459299_immune_system-759Em indivíduos saudáveis, as respostas inflamatórias de curto prazo desempenham um papel importante na absorção de açúcar e na ativação do sistema imunológico.

Cada vez que comemos uma refeição, uma resposta inflamatória é desencadeada no corpo que ativa o sistema imunológico, de acordo com um novo estudo que sugere que pessoas com sobrepeso podem não ter essa resposta, levando-as a desenvolver diabetes. O estudo também explica por que as doenças infecciosas ocorrem com mais frequência em épocas de fome.

VEJA O QUE MAIS ESTÁ NAS NOTÍCIAS



É bem conhecido que o diabetes tipo 2 (ou diabetes com início na idade adulta) leva à inflamação crônica com uma série de impactos negativos. Vários estudos clínicos trataram, portanto, o diabetes impedindo a superprodução de uma substância envolvida neste processo, a Interleucina-1beta (IL-1beta).



Em pacientes com diabetes, esta substância mensageira desencadeia inflamação crônica e faz com que as células beta produtoras de insulina morram, descobriram pesquisadores do University Hospital Basel, na Suíça.

Em indivíduos saudáveis, as respostas inflamatórias de curto prazo desempenham um papel importante na absorção de açúcar e na ativação do sistema imunológico.



raças de tubarões com fotos

Os pesquisadores mostraram que o número de macrófagos (um tipo de célula imunológica) ao redor dos intestinos aumenta durante as refeições.

Essas células chamadas necrófagas produzem a substância mensageira IL-1beta em quantidades variáveis, dependendo da concentração de glicose no sangue.

Isso, por sua vez, estimula a produção de insulina nas células beta do pâncreas. A insulina então faz com que os macrófagos aumentem a produção de IL-1beta.



A insulina e a IL-1beta atuam juntas para regular os níveis de açúcar no sangue, enquanto a substância mensageira IL-1beta garante que o sistema imunológico recebe glicose e, portanto, permanece ativo.

Segundo os pesquisadores, esse mecanismo do metabolismo e do sistema imunológico é dependente das bactérias e dos nutrientes que são ingeridos durante as refeições.

identificação de casca de árvore de bordo

Com nutrientes suficientes, o sistema imunológico é capaz de combater adequadamente as bactérias estranhas.



Por outro lado, quando há falta de nutrientes, as poucas calorias restantes devem ser conservadas para funções vitais importantes às custas de uma resposta imunológica.

Isso pode ajudar a explicar por que as doenças infecciosas ocorrem com mais frequência em épocas de fome.

O estudo foi publicado na revista Nature Immunology.



que tipo de melão tem lá

O artigo acima é apenas para fins informativos e não se destina a substituir o conselho médico profissional. Sempre procure a orientação de seu médico ou outro profissional de saúde qualificado para qualquer dúvida que possa ter sobre sua saúde ou condição médica.