Beber 3-4 vezes por semana pode manter o diabetes sob controle: Pesquise

O álcool tem seu lado ruim, mas o consumo moderado - três a quatro vezes por semana - pode manter o diabetes sob controle, afirmam os pesquisadores. Os resultados sugerem que a frequência do consumo de álcool está associada ao risco de diabetes e que o consumo de álcool durante 3-4 dias da semana está associado aos riscos mais baixos de diabetes, mesmo depois de levar em consideração o consumo médio semanal de álcool

O estudo não encontrou evidências claras de uma associação entre consumo excessivo de álcool e risco de diabetes, o que, os autores sugerem, pode ser devido ao baixo poder estatístico, uma vez que poucos participantes relataram consumo excessivo de álcool. (Fonte: Arquivo de Foto)

O álcool tem seu lado ruim, mas o consumo moderado - três a quatro vezes por semana - pode manter o diabetes sob controle, afirmam os pesquisadores.

De acordo com a equipe do Instituto Nacional de Saúde Pública da Universidade do Sul da Dinamarca, o consumo de álcool três a quatro vezes por semana está associado a um risco reduzido de diabetes em homens e mulheres. Nossos resultados sugerem que a frequência do consumo de álcool está associada ao risco de diabetes e que o consumo de álcool durante 3-4 dias da semana está associado aos riscos mais baixos de diabetes, mesmo depois de levar em consideração o consumo médio semanal de álcool, escreveram os autores em um artigo publicado na revista Diabetologia.



O estudo, conduzido pelo professor Janne Tolstrup e colegas, examinou os efeitos da frequência do consumo de álcool no risco de diabetes e também considerou a associação com tipos específicos de bebidas. O estudo usou dados do Danish Health Examination Survey (DAHNES) de 2007-2008, no qual cidadãos dinamarqueses com 18 anos ou mais preencheram um questionário de autorrelato incluindo itens sobre estilo de vida e saúde.



Foram excluídas aquelas que já tinham diagnóstico de diabetes, bem como mulheres grávidas ou puérperas. O estudo envolveu 70.551 participantes que deram detalhes sobre o consumo de álcool. O consumo de tipos específicos de bebidas - vinho, cerveja e destilados - foi codificado como menos de uma bebida por semana, uma a seis bebidas por semana e sete ou mais bebidas por semana para mulheres e sete a 13 e 14 ou mais bebidas por semana para homens .

Durante o acompanhamento, 859 homens e 887 mulheres desenvolveram diabetes.



Descobriu-se que os homens que consumiam 14 bebidas por semana tinham um risco 43 por cento menor de diabetes em relação ao não consumo de álcool, e as mulheres que consumiam 9 bebidas por semana tinham um risco 58 por cento menor em comparação com as mulheres que não bebiam nada. Em termos de frequência, os dados revelaram que o consumo de álcool 3-4 dias por semana deu o menor risco de diabetes - um risco 27 ​​por cento menor em homens e um risco 32 por cento menor em mulheres - quando comparado a indivíduos que bebem menos do que um dia por semana.

O estudo não encontrou evidências claras de uma associação entre consumo excessivo de álcool e risco de diabetes, o que, os autores sugerem, pode ser devido ao baixo poder estatístico, uma vez que poucos participantes relataram consumo excessivo de álcool. Estudos anteriores sugeriram consistentemente que o consumo leve a moderado de álcool - em termos da quantidade consumida - está associado a um risco menor de diabetes em comparação com a abstenção em homens e mulheres.

O consumo pesado, no entanto, está associado a um risco maior ou igual ao dos abstêmios.



O artigo acima é apenas para fins informativos e não se destina a substituir o conselho médico profissional. Sempre procure a orientação de seu médico ou outro profissional de saúde qualificado para qualquer dúvida que possa ter sobre sua saúde ou condição médica.